Notícia

129 anos da abolição da escravidão no Brasil

No dia 13 de maio de 1888, a Princesa Isabel assinou a Lei Áurea. Neste sábado, são completados 129 anos da libertação, mas os impactos da escravidão continuam presentes na nossa sociedade. Dados da ONU mostram, por exemplo, que 70% das pessoas que vivem em situação de extrema pobreza no Brasil são negros e que o salário médio da população negra no país é 2,4 vezes mais baixo que o dos brancos.

A abolição não resolveu o problema da desigualdade social e racial no país, pois a vida dos negros brasileiros continuou muito difícil. O estado brasileiro não se preocupou em oferecer condições para que eles pudessem ser integrados no mercado de trabalho formal. Muitos setores da elite brasileira continuaram com o preconceito. Prova disso, foi a preferência pela mão-de- obra europeia, que aumentou muito no Brasil após a abolição. Portanto, a maioria dos negros enfrentou dificuldade para conseguir emprego e manter uma vida com o mínimo de condições necessárias.

Esta data é considerada pelo movimento negro como um dia nacional de luta contra o racismo. Justamente para chamar atenção da sociedade para mostrar que a abolição legal da escravidão não garantiu condições reais de participação na sociedade para a população negra no Brasil e que até hoje, o racismo é, infelizmente, ainda algo recorrente na sociedade.


Compartilhe nas redes sociais:


#eusoumaster

x